NOVO ENCANTO DE NORTE A SUL DO BRASIL

NOVO ENCANTO DE NORTE A SUL DO BRASIL

ORGANIZAÇÃO ESTIMULA AS PRÁTICAS AMBIENTAIS EM DIFERENTES REGIÕES

 

Um dos propósitos mais caros à Novo Encanto (NE) é promover uma Cultura de União com o meio ambiente, numa atitude de interação simbiótica e colaborativa com os processos naturais da Vida. Uma concepção que vem sendo aplicada na prática em ações de conscientização no âmbito dos núcleos do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal (UDV), entidade com que a NE mantém um acordo de cooperação técnica.

A NE vem promovendo, de Norte a Sul do Brasil, cursos, oficinas e ações com temas afeitos às boas práticas ambientais com o objetivo de capacitar agentes responsáveis pela multiplicação dessas técnicas.

Plantas Medicinais no Nordeste

Um exemplo foi a realização de atividade de cultivo de plantas medicinais, em Caucaia, no Ceará, uma iniciativa do núcleo Fortaleza da UDV. A atividade aconteceu durante o Encontro de Capacitação de Plantadores e Zeladores (CFPZ). Por meio de cooperação técnica com a UDV, a NE realiza diversas atividades de preservação ambiental e geração de renda na CFPZ, localizada em São João da Baliza, a 327 km de Boa Vista (RR).

Conduzida por Aloysio Menezes, presidente da CFPZ, historiador, especialista em educação ambiental e grande conhecedor do valor e utilidade das plantas brasileiras, especialmente da floresta amazônica.

Os participantes aprenderam um pouco mais sobre seu cultivo e formas de utilização de plantas com grande valor medicinal e mesmo espiritual em algumas culturas como castanheira, breuzinho, samaúma, cajueiro e muitas outras.

“É importante trazer esse conhecimento para as pessoas daqui. Faz parte da nossa cultura e tem lugares que as pessoas nem conhecem essas plantas”, constata o coordenador do Departamento de Plantio e Meio Aambiente do núcleo Fortaleza, Eufrázio Feitosa. Além de moradores de Fortaleza e região metropolitana, o Encontro contou com participantes de Sobral, Teresina, Maceió e Brasília.

Repensando os Resíduos no Sul

Outro exemplo vem da capital catarinense, Florianópolis, onde a NE desenvolveu o Projeto Repense, para estimular as pessoas, principalmente crianças e os jovens, a pensar sobre o consumo e o destino do lixo, além de incentivar o plantio de árvores frutíferas.

O Repense também realiza oficinas de reciclagem. Há dois anos, a NE promove a Oficina de Ecocadernos, em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina, que emprestou equipamentos como furadores e guilhotinas.

Com o slogan “A solução para um solo são”, a NE também desenvolve, em parceria com a UDV, o projeto Composteira Modelo, que recicla resíduos orgânicos, devolvendo-os ao solo, atuando como adubo.

Plantas Medicinais

Ainda em Santa Catarina, na cidade de Tijucas, o DPMA do núcleo Luz Abençoada, da UDV, desenvolveu uma estrutura batizada de espiral de ervas, uma técnica de plantio que permite explorar ao máximo o potencial de incidência solar e controle da umidade para favorecer o crescimento das plantas.

As ervas são usadas como temperos nos alimentos preparados na sede do núcleo e na preparação de chás medicinais para pequenas intercorrências, como indisposições gástricas e dores de cabeça.

Adubo de Qualidade

Já o núcleo Arco Iris, de Joaçaba, em Santa Catarina, em parceria com a NE mantém um minhocário, há cerca de 12 anos, onde são depositados resíduos orgânicos como cascas de frutas, sobras de legumes, para que sejam transformados em adubo pelas minhocas e usado para beneficiamento nutricional de plantas.

O adubo produzido pelo minhocário é utilizado para o plantio do mariri e da chacrona, vegetais usados nos rituais religiosos no âmbito da UDV.

Tratamento de Esgoto Natural

Pensando na preservação do lago que fica na região, em Quatro Barras, no Paraná, o núcleo Monte Alegre da UDV desenvolve, desde abril de 2016, o Tratamento de Efluentes por Zona de Raízes (TZR), um sistema de tratamento de esgotos associado a plantas, aproveitando o potencial da natureza.

E assim nos inspiramos na sabedoria natureza: crescendo sempre, devagarzinho, cada um aprendendo um pouco e compartilhando o que tem até que um terreno árido possa se transformar numa floresta.

 

Texto: Lívia Rosas, AR de Comunicação da NE na 11ª Região (colaborou com informações do Ceará), Andrea Fruet e Patrícia Silveira Correia da Silva, Assessoras Regionais (AR) de Comunicação da NE na 9ª Região (colaboraram com informações da região Sul).

Fotos: Genilson de Lima (Capacitação da Central de Formação de Plantadores e Zeladores), Eunice Cassanego Ilha (Projeto Repense), Patrícia Silveira Correia da Silva (espiral de ervas), Juliana Bortoli Mendes (minhocário), Tao Luan Leme Scatrut (projeto de Tratamento de Efluentes por Zona de Raízes).

No Comments

Post A Comment

− 1 = 6

css.php