NOVO ENCANTO PARTICIPA DO PROJETO CIDADES POSSÍVEIS EM CUIABÁ

NOVO ENCANTO PARTICIPA DO PROJETO CIDADES POSSÍVEIS EM CUIABÁ

Presidente da Novo Encanto Ecologia (NE), Teodoro Irigaray, palestrou no Projeto Cidade Possível – Encontros para pensar, experimentar e reencantar a cidade – em Cuiabá. Realizado no dia 5 de abril, em comemoração ao aniversário de 297 anos da capital mato-grossense, o evento teve por objetivo construir um debate coletivo e uma ação participativa com temas emergentes sobre cidades contemporâneas.

Irigaray apresentou os princípios da NE em consonância com os fundamentos da Ecologia Profunda, apresentou problemas a serem transformados e caminhos para uma cidade com melhor qualidade de vida, demonstrando que o reencantamento da população quanto à rica diversidade biológica e cultural local, mantida e disponibilizada pelos muitos veios de água que cortam o município, é dos melhores caminhos para fazer de Cuiabá uma cidade com mais sustentabilidade. “Quem ama cuida. Tem que ser um movimento de amor. Para amar é preciso conhecer: ninguém ama o que não conhece”, apontou.

O Projeto Cidade Possível é uma proposta internacional que sugere reflexões e propostas para cidades mais sustentáveis por meio de palestras e mesas redondas. Em Cuiabá o projeto culminará com 100 ações ligadas à arte e cidadania, a serem desenvolvidas durante abril de 2016. “Queremos pensar, agir e reencantar a cidade de Cuiabá”, sintetizou a professora Maria Thereza Azevedo, coordenadora do projeto na cidade.

Participaram do evento pesquisadores, professores e alunos do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea (Ecco-UFMT), Faculdade de Comunicação e Artes, sociedade civil organizada, artistas e jovens associados da Novo Encanto.
Projeto “Cuiabá + Verde + Encanto”

Teodoro Irigaray aproveitou a oportunidade para convidar os presentes a se engajarem no projeto “Cuiabá + Verde + Encanto”, que conta com especial participação de crianças e jovens. O objetivo da proposta é mobilizar esforços para a criação de uma Unidade de Conservação na extensão de seis quilômetros pelas margens do Ribeirão do Lipa, próximo ao centro comercial de Cuiabá, perfazendo uma área de 426 hectares.

O projeto não demanda grandes custos de desapropriações, uma vez que a área escolhida é uma Área de Preservação Permanente (APP). Além de oferecer mais uma opção de lazer para os cuiabanos, com pistas para caminhadas e ciclovias, que contribuirão para a melhoria da qualidade de vida, o espaço servirá de local para ações de educação ambiental e incentivo à práticas cidadãs e uma ética para a sustentabilidade.

Texto e fotos: Erder Teodomiro Marcelino Bispo, Coordenador Regional da NE – 13ª Região
Revisão: Thaís Penha 

No Comments

Post A Comment

74 − 69 =

css.php