Novo Encanto faz parceria com Unidades de Conservação da Bahia

Novo Encanto faz parceria com Unidades de Conservação da Bahia

Uma vivência em produção orgânica que incluiu palestras sobre os prejuízos causados pelo uso de agrotóxicos e insumos químicos, permacultura e agricultura sintrópica, além de vivências práticas em um meliponário e na produção da Biocalda de arroz. Essas foram algumas das ações realizadas através de uma parceria entre a Associação Novo Encanto (NE) e a gestão de Unidades de Conservação da Bahia. As atividades comemoraram a Semana do Meio Ambiente no Estado.

Um dos encontros foi realizado no Núcleo da NE, no município de Camaçari, em 13 de junho. Membros do Conselho Gestor de duas Unidades de Conservação: a Área de Proteção Ambiental (APA) do Litoral Norte do Estado da Bahia e APA Joanes Ipitanga participaram das ações. Criadas pelo governo do Estado da Bahia, as Unidades de Conservação são geridas pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos – INEMA.

Para Adriana de Castro, gestora da APA do Litoral Norte da Bahia e também coordenadora da Novo Encanto da 4º Região (Bahia e Sergipe), a vivência teve uma grande importância: “Trata-se de oportunidade para que as instituições que fazem parte do Conselho das Unidades de Conservação – entre instituições públicas, empreendedores locais e organizações da sociedade civil – conheçam os desenvolvimentos e atuações da Novo Encanto voltados à preservação socioambiental”, afirma.

O Núcleo da NE da 4ª Região é um dos membros do Conselho Gestor da APA Joanes Ipitanga e tem contribuído, através de parcerias como esta, com o desenvolvimento socioambiental da região. “O evento teve grande repercussão, pois atividades práticas na temática da agricultura orgânica são de grande importância, tendo em vista os recursos naturais, bem estar e saúde humana, assim também como no sentido de fortalecer a gestão participativa e troca de experiências de conselhos das unidades de conservação envolvidas”, explica o gestor da APA Joanes Ipitanga, Geneci Brás.

Outra parceria aconteceu também com a gestão do Parque das Dunas, Unidade de Conservação do município de Salvador – Bahia, no dia 09 de junho. Na ocasião, também houve a prática de produção da Biocalda de arroz em meio à programação da Semana do Meio Ambiente. A atividade contou com a presença de índios Kariri-Xocós, em uma vivência de busca do reconhecimento das ancestralidades.

Biocalda

A produção da Biocalda de arroz foi uma das atividades práticas da programação dos dois encontros. A técnica é indicada tanto para o desenvolvimento de uma agricultura saudável, através do tratamento orgânico da terra, como também para combater pragas e doenças que atacam as plantas, tanto por aplicação aérea, pulverizada, quanto por aplicação direta no solo. O resultado são produtos saudáveis, com custos acessíveis.

“É um produto feito à base de arroz, usado na tecnologia da agricultura chinesa há milhares de anos e que tem um resultado eficaz porque busca captar os microorganismos que a natureza disponibiliza naquele ambiente junto com outros produtos da própria região”, explica Joel Miguez, integrante da Novo Encanto que ministrou as oficinas. “Nosso intuito é difundir essa técnica, esse modelo de tratamento da terra e da planta para que seja uma tecnologia acessível a todas as pessoas que tenham interesse e buscam esse tipo de tratamento mais humanitário, mais respeitoso com a natureza”, afirma.

 

Texto: Adriana Jacob/Assessora de Comunicação da 4ª Região

No Comments

Post A Comment

9 + 1 =

css.php