NOVO ENCANTO PROMOVE FEIRA DE TROCA DE SEMENTES E MUDAS EM PIRENÓPOLIS-GO

NOVO ENCANTO PROMOVE FEIRA DE TROCA DE SEMENTES E MUDAS EM PIRENÓPOLIS-GO

As sementes ancestrais, também conhecidas como sementes crioulas, são fonte de diversidade biológica e nutricional para os povos. A doação ou troca de sementes entre agricultores é uma prática cultural muito antiga e condição fundamental para a sustentabilidade dos ecossistemas, o melhoramento das espécies e a segurança alimentar das pessoas.

A Novo Encanto reconhece as sementes como patrimônio da humanidade, um legado de nossos antepassados e procura honrar esse trabalho de resgate, multiplicação e partilha entre agricultores familiares e camponeses.

Com esse propósito, a coordenação da Novo Encanto na 8ª região realizou em parceria com a Prefeitura de Pirenópolis/GO, em 25 de julho de 2015, a 1ª Feira de Troca de Sementes e Mudas de PirenópolisPlantando Saúde e Cultivando Tradição.

A Feira reuniu cerca de 350 pessoas, entre expositores, participantes e autoridades convidadas, com o objetivo de divulgar o trabalho realizado por quem está plantando saúde com o cultivo tradicional de plantas alimentícias convencionais e não convencionais, medicinais, ornamentais, florestais.

Estiveram presentes mais de 40 expositores, sendo 15 agricultores de Pirenópolis e região, 8 agricultores assentados da reforma agrária de Luziânia/GO, e cerca de 20 agricultores, coletores de sementes e agrofloresteiros de Brasília/DF, além de simpatizantes locais que chegavam para trocar suas sementes e mudas.

Helena Gomes de Oliveira, do Assentamento Antonio Juvêncio, localizado em Padre Bernardo-GO, expressou sua alegria com a feira. “Eu me senti muito honrada e valorizada em participar dessa ação. Acho que o povo que gosta e que vive do campo tem que se unir, pois a união faz a força e nós camponeses precisamos muito desse apoio, gente que nos acolhe com carinho  e respeito, igual vocês fizeram comigo. Contem comigo, vocês encontraram uma amiga”, expressou a agricultora.
Representantes do Ministério do Meio Ambiente, Ministério da Agricultura, Embrapa e Secretaria de Meio Ambiente do Distrito Federal, ligados à valorização das sementes crioulas também prestigiaram a atividade.

Participantes trouxeram sementes de espécies florestais como copaíba, pau-ferro, angico jacaré, aroeira, jacarandá, mogno, pau-rei, jatobá, para citar alguns, cultivares de arroz, fava rosa, feijões, milho e outras, além de espécies frutíferas e medicinais diversas. Todas compartilhadas gratuitamente com aqueles que vieram com a boa vontade de semear, o compromisso de multiplicar, e a vontade de voltar com suas sementes no próximo ano.

“Foi uma experiência riquíssima e encantadora, onde o sentido espiritual e simbólico da Feira ganhou expressão no sentimento de gratidão e alegria em compartilhar e receber o entusiasmo das pessoas com a iniciativa”, expressou Jane Simoni, coordenadora da Novo Encanto na região.

As feiras de trocas contribuem para conservação das sementes crioulas e é parte de um esforço global em defesa da liberdade dos agricultores de cultivarem suas sementes, como estratégia de segurança alimentar e sobrevivência. Espaços de vivências e intercâmbio de saberes, esse movimento fortalece as relações entre os atores sociais que mais contribuem para a preservação e manutenção de sistemas de cultivos agroecológicos e biodiversos.

A Feira teve patrocínio da Aurora Foundation e Farmacotécnica, e apoio de Trem do Cerrado, SlowFood Pirenópolis, Estação Solar, Pousada Terra Viva, COEPI, BioonEcomercado e Oba Hortifruti. Foi oferecida uma mesa dse degustação com frutas e produtos naturais e locais para os participantes e visitantes. A Feira contou ainda com a animação musical do grupo Camerata Caipira, de Pirenópolis, e dos músicos Marcos e Vitor Mesquita, de Brasília.

A continuidade desse trabalho pela Novo Encanto ganha força e é exemplo para futuras feiras em outras regiões do país.

Foto: Guilherme Eidt.

 

No Comments

Post A Comment

17 − 8 =

css.php