FESTIVAL ÁGUA NO TERCEIRO MILÊNIO EM POCINHOS (MG) CHEGA À DÉCIMA EDIÇÃO

FESTIVAL ÁGUA NO TERCEIRO MILÊNIO EM POCINHOS (MG) CHEGA À DÉCIMA EDIÇÃO

Um dos mais tradicionais eventos preservacionistas promovidos pela Novo Encanto, o Festival Águas do Terceiro Milênio chegou à 10ª edição entre os dias  4 e 9 de setembro, em Pocinhos do Rio Verde, distrito de Caldas (MG).

Realizado junto à Virada Cultural de Caldas, da Secretaria de Cultura do município, o Festival trouxe neste ano uma variada programação com atividades artísticas, culturais e ambientais, com a participação de mais de 200 pessoas.

Um dos eventos marcantes foi a caminhada ecológica, no feriado de 7 de setembro.  Crianças, jovens e adultos partiram do Parque Balneário Dr. Reinaldo de Oliveira Pimenta, no centro de Pocinhos do Rio Verde, em direção à cascata Antônio Monteiro, a dois quilômetros do local de partida.

No caminho foram plantadas seis mudas de Ipê amarelo pelas crianças e outras pessoas. No mesmo dia foi colocada a placa de identificação no Riacho Novo Encanto, que recebeu esse nome através de uma lei aprovada pela Câmara Municipal de Caldas, em julho de 2011.

“O Riacho atravessa a área de plantio do núcleo Rainha das Águas e recebeu este nome em homenagem aos trabalhos da Novo Encanto realizados para a comunidade”, explicou Wagner Fanin, monitor da Novo Encanto no núcleo Rainha da Águas, do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal (CEBUDV), parceiro da Novo Encanto.

Cantoria – Na sexta-feira (8), foi aberta a exposição Água pela Paz, na Casa da Cultura, em Caldas, com um show de Fernando Guimarães. O músico fez a abertura com uma cantoria que teve a participação de João Bá, João Arruda e André Luis.

No sábado (9), encerrando o Festival, um novo show, desta vez na Praça do Coreto da cidade.

João Arruda fez a abertura, depois tocaram o Duo Flor de Maracujá e Ricardo Dutra. A cantoria também teve a participação de João Bá, André Luis, Aline do Rocio e Valentina Dias, de sete anos, que fez sua estreia.

“As canções apresentadas tiveram ligação com o tema do festival, a maioria das letras abordava a água e a Natureza, assim como as músicas instrumentais também inspiradas no assunto”, contou Ricardo Dutra, um dos artistas.

Pontuando o espetáculo, uma conversa entre a monitoria da Novo Encanto e o público presente sobre a conscientização acerca da importância do uso racional da água.

“Vejo que fizemos uma programação simples, mas conseguimos o objetivo de mostrar à comunidade a importância da água para a vida e a paz”, disse Wagner Fanin.

Festival Água no Terceiro Milênio – realizado desde o ano 2000, o Festival já percorreu diversas cidades do Brasil e do exterior, como Caxambu (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MT) e Madrid, na Espanha.

A meta é chamar a atenção para o valor da Água, buscando mobilizar as pessoas para a criação de uma agenda comum, por meio de palestras de conscientização ambiental, exposições artísticas e musicais.

Marisa Mendes Machado, uma das idealizadoras e organizadoras do evento, lembra que o Festival já possibilitou algumas conquistas práticas, entre elas, o estabelecimento de compromissos, por parte de autoridades, de ajustes de conduta na área ambiental e iniciativas de  preservação de nascentes.

 

Texto: Assessoria Regional de Comunicação da Novo Encanto na 3ª Região

Fotos: Wagner Fanin

No Comments

Post A Comment