MONITORIAS

Presença no Território

A parceria histórica com o Centro Espírita Beneficente União do Vegetal (UDV) acompanhou o desenvolvimento das duas instituições. Assim, à medida que uma crescia pelo Brasil, sendo criadas regiões administrativas, que não seguem, necessariamente, às regiões geopolíticas do país, também crescia a Novo Encanto, e eram criadas suas regionais correspondentes.

A presença da Novo Encanto no território nacional confere características únicas e capilaridade ímpar para nossa Associação. Por meio de Coordenadorias Regionais e Monitorias locais as equipes de voluntários da Novo Encanto estão distribuídas em todas as capitais e principais cidades interioranas do Brasil.  

Essa presença no território possibilita um forte encontro com a realidade brasileira e marca nossa identidade com um compromisso sincero com os povos da floresta, os ribeirinhos, extrativistas, seringueiros, os povos indígenas e as comunidades rurais e pessoas simples do interior desse país.

Áreas de Preservação

Em sintonia com esse compromisso com a floresta e sua gente, ao longo do tempo, áreas de preservação ambiental foram adquiridas, recebidas em doação e/ou atribuídas em responsabilidade da Novo Encanto para a gestão e o uso sustentável dos recursos naturais, com objetivos de conservação da biodiversidade.

Hoje compõem o patrimônio, estão ligadas e são áreas prioritárias de atuação e desenvolvimento de projetos: o Seringal Novo Encanto, no município de Lábrea/AM; a Central de Formação de Plantadores, no município de São João da Baliza/RR; o Banco de Matrizes, no município de Santo Antônio do Tauá/PA; a Central de Formação do Cerrado, no município de Taquaruçu do Porto/TO; a Estação Serra da Estrela, no município de Magé/RJ; e, a Reserva de Mata Atlântica, no município de Antonina/PR.   

Os trabalhos realizados nessas áreas de preservação contribuem para a integração com as comunidades locais, promovendo conhecimentos associados à conservação da Natureza e geração de renda e uso sustentável da biodiversidade.

Veja no mapa as equipes da Novo Encanto em nossas Coordenadorias Regionais e Monitorias

No Manual do Monitor estão disponíveis informações que indicam o perfil desejável e as atribuições designadas para as Coordenações Regionais e Monitorias. Pessoas proativas, que desenvolvam trabalhos de forma participativa e interativa com os demais departamentos do Centro UDV, usando uma linguagem simples e pacífica para trabalhar as questões socioambientais. Nele estão recomendações para o planejamento das ações locais com base em decisões coletivas alinhadas com as autoridades do Centro, e num calendário ecológico com datas consideradas especiais. No Manual encontram-se modelos de formulários, relatórios de atividades e fichas para atualização e cadastro de sócios, planilhas para prestação de contas, e documentos, como o Estatuto, a Carta de Princípios, o Termo de Cooperação Técnica com o Centro UDV, e as Diretrizes Ambientais com base no conceito ABC (Água, Biodiversidade e Cultura).

No Manual de Boas Práticas atividades realizadas em Núcleos do Centro UDV no triênio 2012-2014 são divulgadas para inspirar multiplicadores Brasil adentro. No componente Água são apresentadas iniciativas de recuperação de nascentes, restauração de matas ciliares, captação de águas da chuva, construções de reservatórios, cisternas, poços artesianos, equipamentos sanitários ecológicos, bacias de evapotranspiração, círculos de bananeiras, entre outras.  No componente Biodiversidade encontram-se orientações sobre a implantação de sistemas agroflorestais, conceitos, princípios, práticas e ações permaculturais, técnicas de bioconstrução, entre outras. No componente Cultura o Manual de Boas Práticas traz ações de educação ambiental e trabalhos com crianças, jovens e adultos dirigidos para a ampliar os horizontes para uma vida sustentável. Inspire-se você também!