Novo Encanto completa 28 anos de fundação

Novo Encanto completa 28 anos de fundação

Neste 30 de janeiro de 2018, a Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico intera 28 anos de vida!

 

São quatro ciclos de sete anos, desde a sua criação, em 1990, tempo que permitiu importantes realizações enquanto ONG (Organização Não Governamental) e, a partir de 2011, também como OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público).

 

Entre os trabalhos ambientais que realiza, a Novo Encanto vem se fazendo presente em mais de 200 cidades no Brasil e em outros países, como Estados Unidos e Portugal, por meio de um trabalho feito em cooperação técnica nos Núcleos (unidades administrativas) do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal (CEBUDV).

 

Presente é também o que a Novo Encanto oferece às pessoas que se dedicam a esse trabalho em prol da Vida e da Paz. Por isso, para celebrar essa importante data de aniversário, perguntamos aos presidentes em exercício nos quatro setênios já completos quais presentes já receberam.

 

Para expressar o reconhecimento a todos que já se dedicaram, de alguma forma, à Novo Encanto (integrando cargos na Diretoria, realizando ações por meio de suas monitorias ou em grupos de trabalho, efetuando o pagamento de mensalidade ou produzindo pequenos ou grande eventos, entre outras atividades), estamos estendendo a pergunta, também, a todos os que já estiveram no lugar de presidente da Novo Encanto (as respostas estão chegando…).

 

Acompanhe e registre, você também, qual (quais) presente(s) você já recebeu da Novo Encanto nos comentários do Blog!! E que tenhamos um feliz aniversário da Novo Encanto!

 

Em 1990, ano de fundação da Novo Encanto

Raimundo Monteiro de Souza (primeiro presidente da entidade, por dois mandatos – de 1990 a 1997 – e agora presidente de honra da Novo Encanto)

O melhor presente que recebi foi ver o interesse das pessoas que compreenderam a grandeza desse trabalho e se colocaram à disposição para auxiliar no cumprimento dos princípios e objetivos que nortearam a criação da Novo Encanto.

Firmar a importância da espiritualidade na causa ecológica com a participação na ECO 92 [Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento que aconteceu no Rio de Janeiro no ano de 1992] foi, também, muito importante.

Assinamos, eu (enquanto Mestre Geral Representante da UDV) e a Nancy Mangabeira (representando a Novo Encanto), um manifesto nos responsabilizando pela preservação da Vida no Planeta.

Enquanto presidente de honra da Novo Encanto recebi, também, como um “presente simbólico” pelo reconhecimento da Diretoria Geral da UDV, um troféu em forma de árvore pelas mãos do então presidente da Diretoria Geral da UDV, Carcius Azevedo, hoje Diretor Executivo da Novo Encanto.

 

 

Em 1997, quando a NE tinha 7 anos de vida

Teodoro Irigaray, presidente da Novo Encanto de 1997 a 1999 e de 2015 a 2017

Recebi, como um presente, a honra de poder dar uma modesta contribuição a uma causa tão nobre que se integra à missão do Mestre, trabalhando pela paz e em prol da natureza e dos valores culturais e espirituais nela contidos.

Na minha segunda gestão enquanto presidente, o maior presente foi a criação do Fundo Florestal, numa iniciativa de Clovis Cavalieri Rodrigues de Carvalho (então Mestre Geral Representante da UDV), a quem rendo gratidão em nome de todos que me antecederam com essa bandeira da Novo Encanto.

Também considero um presente poder dar um passo importante para a regularização fundiária do Seringal, e nele ver iniciado um plantio irrigado de açaí, além de testemunhar a construção de uma nova residência para os zeladores dessa nossa área. Reconhecer o trabalho de todos que de alguma forma somaram em prol dessa Nobre causa é também um grande presente

 

 

Em 2004, quando a NE tinha 14 anos de vida

Flavio Gordon, presidente da Novo Encanto de 2001 a 2009

O presente que recebi foi ter conhecido tanta gente boa da UDV, por todo o Brasil e no exterior, e terem me permitido contribuir com a estruturação em âmbito nacional da Novo Encanto, uma entidade da sociedade em geral e, em particular, do nosso Centro Espírita.

Pude acompanhar uma grande expansão na estrutura da Novo Encanto (com o aumento no número de monitorias e de coordenações regionais), encontros regionais, e Festivais Água no Terceiro Milênio, além da criação da rede Novo Encanto [plataforma de comunicação on line].

Tive a oportunidade de participar da 1ª Expedição ao Seringal Novo Encanto, feita em 25/02/2006 com recursos da Fundação Aurora (Aurora Fundation, de Jeffrey Bronfman) e com a boa vontade dos irmãos dos Núcleos de Rio Branco. A ideia e o nome “expedição” veio de Glacus de Souza Brito, ao ver a necessidade de se angariar recursos para a Novo Encanto com a organização das viagens.

Contribuindo com a causa ecológica, junto a pessoas de boa vontade (como Giancarlo Stefanuto, vice presidente em oito anos de mandato), tive a oportunidade de aprender e auxiliar em uma maior conscientização a respeito de ecologia e espiritualidade. No meu coração, ficou um aprendizado (que tenho até hoje) de que a ecologia é indissociável da espiritualidade! Nós, seres humanos, fazemos parte da natureza! A natureza é sagrada! O homem também é sagrado!

 

 

Em 2011 quando a NE tinha 21 anos de vida

Genis Garcia, presidente da Novo Encanto de 2009 a 2013

Foi um grande presente representar a Novo Encanto na Câmara Municipal de São Paulo, em um dos momentos mais alegres da minha vida, durante a comemoração dos 50 anos da UDV.

Naquela época, estávamos em um movimento intenso de expedições ao Seringal Novo Encanto, no mínimo duas por ano. Essa divulgação crescente no âmbito da UDV (além de ter possibilitado, a mim, uma convivência maravilhosa), culminou com a assinatura do Termo de Cooperação Técnica com a UDV, vinculando oficialmente as atividades das monitorias da Novo Encanto nos Núcleos do Centro.

Presenciar o crescimento das monitorias junto ao trabalho do plantio e de outros departamentos da UDV me fez aprender muito.

Outro bom presente foi ver a força da união se estabelecendo para a expansão da atuação da Novo Encanto, com a realização de projetos com recursos provindos de fundos governamentais, aproveitando a figura jurídica da Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP).

Por todos estes presentes, expresso minha gratidão às pessoas que apoiaram e participaram da realização deste trabalho.

 

 

Em 2018, ano em que a NE celebra 28 anos de vida

José Roberto da Silva Barbosa, que assumiu a presidência da Novo Encanto em 2018

Estou recebendo a responsabilidade de presidir a Novo Encanto como um grande presente! Nesse presente, há o reconhecimento e a gratidão ao nosso grande Mestre, à Diretoria e Representação Geral da UDV, pela confiança e indicação, e aos associados da Novo Encanto, pela confirmação da minha posse em assembleia em 16 de dezembro de 2017.

Por estar na Novo Encanto desde o seu nascimento, conheço as necessidades e os objetivos pelos quais se criou a Organização. Tive a oportunidade de acompanhar de perto o meu compadre Luiz Maciel Da Costa [in memoriam, um dos fundadores da Novo Encanto] nas lutas iniciais, como as primeiras construções feitas no Seringal Novo Encanto. À frente da coordenação regional e na vice presidência da Novo Encanto por 7 anos, juntamente com Mário Marques e Flávio Gordon, idealizamos as expedições ao Seringal.

Hoje, neste momento em que comemoramos os 28 anos de existência da Novo Encanto, vejo avanços. Muito já se fez! Porém, ainda há mais por se fazer e, nesta honrosa tarefa, contamos com os amigos mais experientes, com o Conselho Consultivo, o Conselho Diretor, a competente equipe da Diretoria Executiva e, principalmente, contamos com todos os associados e voluntários. Juntos somos mais fortes e podemos muito mais. Viva a Novo Encanto com sua nobre missão!

 

VEJA TAMBÉM O QUE DIZEM OUTROS PRESIDENTES E DIRIGENTES DA NOVO ENCANTO (respostas chegando…) DOS PRESENTES QUE JÁ RECEBERAM

José C. Godoy

presidente da Novo Encanto de 2013 a 2015

É com imenso prazer que escrevo algumas linhas a respeito do período que ocupei a presidência da Novo Encanto, de 2013 ao início de 2015, para elencar os diversos presentes que recebi.

O primeiro e mais importante presente foi a oportunidade de quitar o passivo trabalhista de Sebastião Guimarães, zelador do Seringal Novo Encanto, que estava pendente há alguns anos.

Me vem à memória a alegria do Sebastião, do seu olhar humilde e seu jeito caboclo de ser. Esta foi, sem duvida, a maior felicidade!

No período citado, pude visitar o Seringal e Rio Branco, onde mantenho, ainda hoje, amizades sinceras e valiosas!!

 

Izidoro De Castro

Vice-presidente da Novo Encanto durante o mandato de Raimundo Monteiro de Souza

Era um momento ainda incompreendido por estratos de nossa sociedade, do grande significado de edificarmos uma instituição ambiental que refletisse a nossa ligação com a natureza representada por nossa União do Vegetal.

Não tínhamos mão de obra disponível, e muito menos recursos financeiros, apenas o entusiasmo nos impulsionava para cumprir o dever que havíamos recebido. Mesmo assim, com o apoio inquestionável e solidário de Raimundo Monteiro de Souza, à época, Mestre Geral Representante da UDV e de Edison Saraiva, conseguimos motivar considerável parcela de nossa sociedade a se associar à Novo Encanto e a nos apoiar para a implantação da contabilidade; para aprovação de nossa logomarca, hoje imagem pública; para realização do Congresso Simi Hanan [expressão em quíchua que significa “palavras pro alto” que deu nome ao Congresso da Novo Encanto realizado em Brasília no período], com a participação de monitores de diversas núcleos no Brasil e de irmãos vindo do exterior e a nos apoiar para a continuidade na formação de novas monitorias…

O sonho não acabou, mas o trabalho e a participação é que nos dará o direito de transformarmos o sonho em realidade!

 

Texto: Redação Novo Encanto

1Comment
  • Montezuma Cruz
    Posted at 16:41h, 31 janeiro Responder

    O aniversário é também motivo para cada irmão da UDV sentir-se honrado. A Novo Encanto está entre as grandes expressões da defesa ambiental no País. Exemplo que pontifica da Amazônia ao Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do País. Vida longa!

Post A Comment

− 1 = 1

css.php