PROFISSIONALIZAÇÃO RESULTA EM NOVOS PROJETOS

PROFISSIONALIZAÇÃO RESULTA EM NOVOS PROJETOS

Nas semanas que antecedem a celebração de seus 28 anos de vida, a Novo Encanto (NE), que aniversaria em 30 de janeiro de 2018, oferece informações com respeito aos quatro grandes projetos aprovados durante a gestão 2014-2017, com o aporte de recursos de aproximadamente um milhão de reais. Acompanhe!

Novo Encanto, grande parceira da CFPZ

Atualmente, a Central de Formação de Plantadores e Zeladores (CFPZ) é a maior beneficiada com essas iniciativas, com R$ 160 mil destinados ao fortalecimento de sua atuação, conforme destaca Waléria Lemos de Sant’Anna, assessora de Planejamento e Controle de Projetos da Novo Encanto, que também responde pela Diretoria Administrativa e Financeira da Organização.

Localizada em São João da Baliza, Roraima, a CFPZ é uma área de plantio com centro de capacitação que já conta com três projetos realizados pela NE, em parceria com a Fundação Banco do Brasil, para implantação da cadeia produtiva da castanha do Brasil no local.

O 1º deles, no valor de R$ 30 mil, permitiu a compra de moto, carreta de quatro toneladas, roçadeira e uma impressora.

O 2º projeto implementado, que trouxe cerca de R$ 70 mil à CFPZ, está sendo utilizado na implantação de um sistema agroflorestal, com criação de animais de pequeno porte e plantação de mil mudas de castanheiras.

Agora, um 3º projeto de R$ 60 mil, cujo objetivo é dar maior infraestrutura à Central, está em fase de implantação.

“Trabalhamos pela preservação da Floresta Amazônica, por meio de uma cadeia produtiva da castanha do Brasil, com valor econômico agregado e inserindo pessoas, extrativistas e agricultores familiares, para que não fiquem à margem da produção”, explica Waléria.

Para Guilherme Eidt, diretor executivo da NE no triênio 2014-2017, além de contribuir para enriquecer as capacidades das pessoas, esses projetos fortalecem as práticas conservacionistas e conhecimentos associados ao desenvolvimento sustentável.

Veja as imagens dos projetos da Novo Encanto

Jovens aprendizes da Novo Encanto

É o que se verifica com os resultados do convênio realizado pela coordenação da NE na 10ª Região com a Petrobrás, por meio do Programa Petrobrás Jovem Aprendiz (PPJA), que já beneficiou 53 jovens nos municípios de São Miguel dos Campos e Pilar, em Alagoas, com três projetos aprovados que oportunizaram investimentos na casa dos milhões.

Essa parceria vem acontecendo desde 2012, com projetos bianuais, e já está em sua 3ª renovação consecutiva, promovendo a inclusão social e o acesso ao mercado de trabalho por meio da qualificação pessoal e profissional de jovens em situação de vulnerabilidade social e econômica.

O projeto vem permitindo aos jovens aprendizes benefícios como salário mínimo, 13º salário, férias, FGTS e auxílio para alimentação e transporte. Além disso, indiretamente, mais de 30 pessoas também já foram favorecidas nas ações do projeto, que permite que todos os equipamentos eletroeletrônicos e utensílios adquiridos façam parte do patrimônio da unidade regional e nacional.

O primeiro projeto (2012-2014) permitiu a entrada R$ 1,3 milhões; o segundo (2014-2016), de R$ 1,1 milhões; e, agora, o terceiro (2016-2018, em execução), está permitindo o aporte de R$ 830 mil em subsídios para implementação de ações em Alagoas.

Hudson Cavalcante, coordenador da NE na 10ª Região desde 2012, informa que mais um projeto para o biênio 2018-2020 já está pré aprovado, podendo trazer mais R$ 990 mil em subsídios!

“A Novo Encanto é um instrumento para quem quer captar e desenvolver trabalhos socioambientais. Venho acompanhando seu desenvolvimento desde 2003, em um caminho construído por muitos, aos quais podemos também nos unir, objetivando servir a Natureza e assim nos servir, materialmente e espiritualmente”, explicou Hudson Cavalcante. E continua: “Podemos fazer mais. Temos que nos unir. As pessoas estão sensibilizadas. Temos, agora, que mobilizá-las.

Energia solar no nordeste

Em Marechal Teodoro, Alagoas, essa parceria com a Petrobrás também possibilita que 50% da demanda energética do núcleo onde acontece uma oficina de capacitação em energia fotovoltaica para os jovens aprendizes seja abastecida por energia solar.

A experiência serviu de piloto para o projeto Luz do Desenvolvimento, que deverá levar energia solar a todos os 11 núcleos da Novo Encanto na 10ª Região, englobando os estados de Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Uma proposta de financiamento está sendo construída para ser apresentada a outros financiadores. “Os benefícios serão muitos. O valor economizado será reinvestido em plantio, haverá a capacitação dos associados da NE e vizinhos dos núcleos, contrapartidas em trabalhos de apicultura e agroflorestas. Além disso, iremos utilizar energia limpa”, destaca Hudson.

 

 

 

No Comments

Post A Comment

+ 50 = 58

css.php