Eventos em Salvador marcam as celebrações dos 30 anos da Novo Encanto

Eventos em Salvador marcam as celebrações dos 30 anos da Novo Encanto

Por Fábio Góis e Saulo Miguez. Com fotos de João Franco e Márcio Lima

Cantado nos versos de Caymmi, o Parque Metropolitano do Abaeté, em Salvador-BA, foi o cenário escolhido para o início das celebrações dos 30 anos de fundação da Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico.

O evento de abertura foi realizado no dia 30 de janeiro, no Mirante do Abaeté, e reuniu o presidente de honra da Novo Encanto, Raimundo Monteiro de Souza, a Diretoria da Associação,  representantes do poder público, além de um grande número de pessoas que prestigiaram o evento.

Os presentes tiveram a oportunidade de assistir a uma apresentação teatral com os atores Jackson Costa, Andréa Elia e Evelin Buchegger, e aos shows dos artistas Margareth Menezes, Flávia Wenceslau, Celo Costa, Amadeu Alves e Fabrício Rios, além do coral Novo Em Canto, que trouxeram um repertório de canções que ilustram o trabalho desenvolvido pela Novo Encanto ao longo dessas três décadas.

Crescimento

Desde que foi criada, a Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico cresceu em número de associados, como também em ações ambientais e de preservação de áreas verdes em todo o Brasil. “Mais do que propagar ideias, estamos fazendo”, afirmou Carcius Azevedo dos Santos, diretor-executivo da Novo Encanto.

O crescimento da Novo Encanto está cada vez mais ligado ao trabalho espiritual desenvolvido e a reconexão do homem com o sagrado da Natureza . “A Novo Encanto se propõe a contribuir com a conservação e preservação do meio ambiente, de forma que sejamos coerentes com nossos princípios. Dentre eles, o que mais nos desafia é o da paz. A gente tem que saber lutar pela paz e reivindicar nossos direitos, saber se posicionar perante as coisas, mas de uma forma pacífica, inteligente e construtiva”, frisou.

O apoio da Direção Geral do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal às ações da Novo Encanto também foi destacado durante o evento — a Novo Encanto funciona como um braço ecológico da União do Vegetal, com a qual mantém um acordo de cooperação. O atual presidente do Conselho Diretor da Associação, José Roberto da Silva Barbosa, ressaltou a importância do Fundo Ambiental para a manutenção e crescimento da entidade. “Com o Fundo Ambiental, a gente vem de forma direta recebendo o auxílio de todo o Centro”, comemorou.

Visão de futuro

Das areias do Abaeté, as celebrações continuaram durante a tarde do dia 1º de fevereiro, desta vez, em uma solenidade no Núcleo Estrela da Manhã, em Camaçari-BA. Na ocasião, foi a vez dos primeiros membros da Associação Novo Encanto serem homenageados, sendo reconhecidos pelo empenho de iniciar o trabalho de conservação do Seringal Novo Encanto, no Acre, e também de apresentar uma visão de futuro, ainda no início da década de 1990, de consciência ecológica unida ao desenvolvimento espiritual.

Durante a cerimônia, foi feita a doação de um ônibus, que será utilizado nas expedições ao Seringal, no transporte dos visitantes na região. A Associação recebeu ainda a doação de uma obra do artista plástico Jair Gabriel, para auxiliar na captação de recursos para os trabalhos de preservação do Seringal.

Também foi inaugurada a primeira casa de bioconstrução da Novo Encanto, fruto de um curso dirigido a monitores da Associação e a pessoas de comunidades tradicionais do litoral norte da Bahia, entre os quais quilombolas, indígenas, agricultores familiares, que precisam ter acesso à tecnologia social, gerando trocas de experiências e acesso a técnicas que preservam o meio ambiente. A casa agora é a sede da primeira filial da Novo Encanto, cuja Diretoria também tomou posse durante o evento. A filial da Associação na Bahia atuará na promoção de projetos socioambientais no estado.

Homenagens

Entre os homenageados na solenidade no Núcleo Estrela da Manhã, o presidente de honra da Novo Encanto, Raimundo Monteiro de Souza, ressaltou que a criação da Novo Encanto enfrentou algumas resistências, mas que foram superadas graças ao apoio da irmandade e à força da União. Para os próximos 30 anos, ele imagina que a Novo Encanto estará ainda mais forte. “Hoje a Novo Encanto faz parte do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) e isso demonstra a força da nossa Associação e o reconhecimento ao trabalho que vem sendo desenvolvido”, festejou.

Também homenageada, a autora da Carta de Princípios e uma das participantes da criação da Novo Encanto, Nancy Mangabeira apontou a necessidade de cada um buscar reconhecer a importância da natureza em sua vida e fazer da causa ambiental um instrumento de transformação social, mas também pessoal. “Precisamos reconhecer a beleza da natureza, mas, sobretudo, nos reconhecermos uns aos outros, para que possamos desenvolver esse trabalho, tecendo os elos que possam nos ligar, orientando nossas crianças, integrando nossos jovens e sentindo cada vez mais essa alegria que é reconhecer a vida”, afirmou.

Foram também homenageados outros pioneiros da criação da Associação, a exemplo de Luiz Maciel da Costa (em memória), Luiz Gonzaga Alves Filho e Jeffrey Bronfman.

Responsável pela organização das comemorações na Bahia, a Coordenadora Regional da Novo Encanto na 4ª Região (Bahia e Sergipe), Adriana Castro, enfatizou a importância de se celebrarem os 30 anos da entidade. “Estamos em festa porque uma Associação que nasceu singela, no seio da Amazônia, hoje está presente em diversos locais do Brasil e em outros países. Isso é motivo de satisfação. Estamos fazendo uma comemoração singela, mas com muito amor”, descreveu.

Saúde da Terra

O evento foi marcado também por uma homenagem ao médico naturalista Fernando Hoisel, que há quatro anos deixou esse plano. Figura histórica da 4ª Região, Fernando foi um dos pioneiros da medicina natural no Brasil e um grande entusiasta da preservação ambiental e da Novo Encanto.

No início dos anos 2000, ele realizou uma série de cursos de alimentação natural, um projeto chamado Saúde da Terra, cujos recursos foram destinados para aquisição de uma área de terra, com o objetivo de plantar Mariri e Chacrona e desenvolver projetos de ecologia e preservação do meio ambiente, através da Novo Encanto.

A área de 22 hectares de Mata Atlântica preservada no sul da Bahia foi adquirida com o auxílio também dos recursos oriundos de um show doado pela cantora Margareth Menezes, a quem a Novo Encanto igualmente homenageou pelo trabalho em prol da Associação. Batizada de Saúde da Terra, em homenagem ao projeto idealizado por Fernando Hoisel, a propriedade é gerida em forma de consórcio.

Tags:
No Comments

Post A Comment

58 + = 63

css.php