Novo Encanto Comemora Dia Mundial das Abelhas

Na data em que comemoramos o Dia Mundial das Abelhas, a Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico registra as ações e projetos que vem desenvolvendo, objetivando contribuir com a sensibilização desta importante homenagem.

O dia 20 de maio – DIA MUNDIAL DAS ABELHAS foi instituído pela Organização das Nações Unidas – ONU, desde dezembro de 2017, trazendo esse destaque para a sensibilização quanto à importância destes insetos para a manutenção da vida no planeta e preservação da diversidade biológica.

A preservação das abelhas está diretamente ligada à meta da ONU de contribuir para a solução do fornecimento global de alimentos e eliminação da fome nos países em desenvolvimento.

Mas porque o destaque para as Abelhas?

As abelhas são os insetos responsáveis pela polinização de 85% das plantas de importância para a alimentação. A polinização que elas desenvolvem (transferência de pólen entre as flores) é um dos serviços ecossistêmicos de vital importância para o equilíbrio da diversidade biológica e manutenção da segurança alimentar e sadia qualidade de vida dos seres vivos.

Além deste sublime destaque, diversos produtos podem ser gerados a partir dos serviços das abelhas garantindo alimentação saudável e saúde, como por exemplo o mel, pólen, cera, própolis, geleia real, entre uma grande diversidade de cosméticos que hoje são produzidos com estes insumos.

Reconhecendo que a diversidade de abelhas, e seus serviços ecossistêmicos são parte integrante do equilíbrio socioambiental, a Novo Encanto vem desenvolvendo ações e projetos direcionados à sensibilização da temática e ampliação da prática em suas diversas regiões de atuação.

De acordo com Adriana de Castro, assessora da Diretoria de Formação e Educação Ambiental da Novo Encanto, o objetivo é a ampliação da meliponicultura – criação racional das abelhas sem ferrão, enfatizando ser uma ação socioambiental que vem sendo implantada em diversas regiões por estar associada à polinização dos remanescentes de vegetação nativa, assim como ao incremento na renda de comunidades tradicionais.

Diante destas informações, a Novo Encanto vem incentivando implantações de meliponários – visualizados nas imagens em destaque, qualificações, vivências e desenvolvimentos diversos dentro desta temática, buscando contribuir com a manutenção dos remanescentes de vegetação nativa, assim como no incremento à renda da Associação em cada núcleo, através da venda dos produtos, possibilitando assim a ampliação das nossas ações.

No início do ano de 2021 a NE iniciou o desenvolvimento de folders e cartilhas que visam ampliar o conhecimento na prática da meliponicultura, orientando sobre boas práticas e direcionamentos importantes para quem está iniciando a implantação de um meliponário. Alguns dos folders já veiculados pela NE trazem informações sobre como construir sua caixa racional; espécies mais criadas em cada região e avaliação do ambiente mais apropriado para a implantação de meliponários.

Dando continuidade às suas ações, estamos com programação para o segundo semestre de 2022 para o desenvolvimento de qualificações em meliponicultura, módulos básico e avançado, presenciais e online. Neste projeto estaremos em parceria com instituições qualificando nossos associados e comunidades tradicionais do Litoral Norte do Estado da Bahia.

A qualificação será desenvolvida em um dos nossos meliponários localizado na 4º região, Camaçari – Bahia, no Núcleo Estrela da Manhã. O local conta com uma estrutura apropriada para desenvolvimento de cursos presenciais – meliponário escola, com capacidade para recebimento de turmas com 50 pessoas e disponibilidade de infraestrutura para manuseio prático das colmeias de Uruçu-verdadeira disponíveis.

Acrescentamos que as vivências em contato direto com as abelhas sem ferrão são consideradas terapêuticas, hoje já denominadas como meliponiterapia, que aproximam as pessoas de ambientes naturais, um dos grandes incentivos da Novo Encanto, assim também como a sensibilização no sentido espiritual do encantamento e reconhecimento da superioridade da Natureza Divina.

Textos e Edição: Diretoria de Formação e Educação Ambiental

Fotos: Registros diversos das regiões NE

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.