Plantio fértil de Agrofloresta em Santana do Paraíso

Plantio fértil de Agrofloresta em Santana do Paraíso

Em Santana do Paraíso, Vale do Aço, em Minas Gerais, são germinadas sementes de fé e esperança em terra fértil. Numa região abundante em água e natureza, a Associação Novo Encanto de Desenvolvimento Ecológico (NE) e o Departamento de Meio Ambiente (DPMA) se unem durante a realização de atividades na Unidade Demonstrativa (UD) de Sistemas Agroflorestais da 12º Região, para ampliação do sistema com plantio de espécies nativas amazônicas e outras.

Esse foi o segundo encontro na Unidade Demonstrativa de Santana do Paraíso, que no período de 13 a 15 de março contou a presença de mais de 89 pessoas. O principal objetivo da UD é a formação dos integrantes da 12º Região para a implantação e o manejo de SAF’s. Nesse evento, a  Novo Encanto, través da coordenação regional e das monitorias se uniram ao trabalho, reforçando as ações de cuidado e de preservação dos plantios.

Em cada uma das regiões onde a Novo Encanto está presente foi criada criada uma Unidade Demonstrativa (UD). Cada UD tem por objetivo ser um ponto de referência  para a divulgação e a formação de pessoas das equipes de plantio regionais na implantação de SAF’s. ”Eu senti nesse trabalho o surgimento de uma Universidade prática de Sistemas Agroflorestais”, diz Andréa Froes, Coordenadora da Novo Encanto na 12ª Região.

Na atividade, foram convidados técnicos e especialistas de diversas regiões do Brasil para serem os orientadores da implantação do SAF. O encontro de membros do Departamento de Meio Ambiente  (DPMA) possibilitou a todos conhecerem o trabalho realizado na UD. Além disso, foi feita a manutenção do SAF implantado no primeiro encontro e a ampliação do sistema para uma nova área.

A atividade também permitiu aos participantes aprofundarem o conhecimento a respeito do plantio de Chacrona. O consultor técnico, Márcio Armando, explicou a respeito dos três princípios do Sistema Agroflorestal: a diversidade, a densidade e a funcionalidade das espécies no sistema. Com a teoria aliada à prática, os participantes puderam ver os preceitos praticamente, com a mão na terra.

”Me sinto nutrida e com disposição para continuar aprendendo e praticando tantos ensinos com ciência!”

Em agosto ocorrerá um terceiro encontro para a manutenção da UD. A Novo Encanto já está convidada para participar e realizar atividades.

”Vem se formando uma escola de plantadores de amor, de zeladores da terra, cativadores e cultivadores de flores e alimentos para o corpo e o espírito.”, Andréa Fróes, Coordenadora da Novo Encanto da 12º Região.

No Comments

Post A Comment

54 + = 64

css.php